Dicas de Português, Hífen, Língua Portuguesa, Matéria Português, Português

Hífen – Uso do hífen – 3ª parte – Dicas de Português

Uso do hífen – 3ª parte

1ª) Vejamos alguns casos em que não se usa hífen. Devemos escrever sempre “tudo junto” (= sem hífen):
AERO – aeroespacial, aeronave, aeroporto;
ANFI – anfiartrose, anfíbio, anfiteatro;
AUDIO – audiograma, audiometria, audiovisual;
BI(S) – bianual, bicama, bicampeão, bigamia, bisavô, bisneto;
BIO – biodegradável, biofísica, biorritmo;
CARDIO – cardiopatia, cardiopulmonar, cardiovascular;
CENTRO – centroavante, centromédio, centrossimetria;
DE(S) – desacerto, desarmonia, despercebido;
ELETRO – eletrocardiograma, eletrodoméstico, eletromagnetismo;
ESTEREO – estereofônico, estereofotografia, estereoquímico;
FOTO – fotogravura, fotomania, fotossíntese;
MONO – monobloco, monóxido, monossílabo;
MORFO – morfossintaxe, morfologia;
MOTO – motociclismo, motobói (motoboy), motossera;
MULTI – multicolorido, multissincronizado;
NEURO – neurocirurgião;
ONI – onipotente, onipresente, onisciente;
ORTO – ortodontia, ortografia, ortopedia;
PARA – paramilitares, paraolimpíadas, parapsicologia;
PENTA – pentacampeão, pentassílabo;
PNEUMO – pneumotórax, pneumologia;
POLI – policromatismo, polissíndeto;
PSICO – psicolingüística, psicossocial;
QUADRI – quadrigêmeos, quadrimotor;
RADIO – radioamador, radioatividade, radiocomunicação;
RE – reativo, reaver, rerratificação;
RETRO – retroagir, retroceder, retroprojetor;
SACRO – sacrossanto;
SOCIO – sociocultural, sociolingüístico, sociopolítico;
TELE – telecomunicações, teleducação, teleobjetiva, telessexo;
TERMO – termodinâmica, termoelétrica;
TETRA – tetracampeão, tetraplégico;
TRI – tridimensional, tricampeão;
UNI – unicelular, unicórnio;
ZOO – zootecnia, zoológico.

2ª) Prefixos sempre seguidos de hífen:
Além – além-mar, além-túmulo;
Aquém – aquém-fronteiras, aquém-mar;
Bem – bem-amado, bem-querer (exceções: bendizer, benquisto);
Co (junto) – co-piloto, co-autor, co-seno (ou cosseno);
Ex (anterior) – ex-senador, ex-esposa;
Grã – grã-duquesa, grã-fino;
Grão (grande) – grão-duque, grão-mestre;
Pós – pós-moderno, pós-meridiano, pós-cabralino;
Pré – pré-nupcial, pré-estréia, pré-vestibular;
Pró – pró-britânico, pró-governo;
Recém – recém-chegado, recém-nascido, recém-nomeado;
Sem – sem-número (inúmeros), sem-terra, sem-teto, sem-vergonha;
Sota/soto – sota-piloto, soto-mestre;
Vice/vizo – vice-diretor, vizo-rei.

Teste da semana

Assinale a opção que completa corretamente as lacunas da frase
“Espero que não ________ obstáculos ____ realização das provas, daqui ____ uma semana.”
a) haverão / à / a;
b) hajam / a / à;
c) haja / à / a;
d) tenham havido / à / há;
e) haja / à / há.

Resposta do teste: Letra (c). O verbo HAVER, no sentido de “existir”, é impessoal (=sem sujeito), por isso só pode ser usado no singular (=haja). Se há obstáculos, é sempre “a” alguma coisa, ou seja, o substantivo OBSTÁCULOS pede a preposição “a”, que se junta ao artigo “a”, que define “a realização”, por isso ocorre a crase (=…haja obstáculos à realização…). A última lacuna deve ser preenchida unicamente com a preposição “a” pois se trata de “tempo futuro” (=…daqui a uma semana). É bom lembrar que a forma verbal “há” se refere a tempo decorrido (=faz): “Não nos vemos há uma semana” (=faz uma semana).

Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s