Dicas de Português, Grafia, Grego, Língua Portuguesa, Matéria Português, Morfologia, Português

Influência do grego nas palavras em português – Matéria Português – Dicas de Português – Língua Portuguesa

Exemplos da influência do grego nas palavras em português

O português é uma língua neolatina, isto é, deriva-se do latim, que era falado na Roma antiga e que se espalhou pelo grande império romano. Do latim saíram vários “filhotes”: o português, o espanhol, o catalão, o francês, o italiano, o romeno…

Isso significa que a maioria das palavras que usamos hoje é derivada do latim. Eu disse a maioria, e não todas. Uma língua viva, durante a sua evolução, deixa-se influenciar por outras. A língua portuguesa, com o passar do tempo, foi enriquecida pelo árabe, pelo hebraico, pelo francês, pelo inglês, pelo japonês, pelo alemão…

Marcante na nossa língua é a presença do grego.

Você sabe o que é um oftalmotorrinolaringologista?

Aqui está um belo exemplo de um palavrão que não ofende ninguém. É uma palavra composta por alguns elementos de origem grega.

1o) “Oftalmo” significa “olho”. Oftálmico é relativo ao(s) olho(s). Um oftalmologista é especialista em oftalmologia (= ramo da medicina que estuda os olhos em todos seus aspectos).

2o) “Oto” significa “ouvido”. Otite (= oto + ite) é inflamação do ouvido. Otalgia (= oto + algia) é a popular dor de ouvido.

Já que falamos em “algia” (= dor), lembremos a nevralgia ou neuralgia (= dor dos nervos) e a cefalalgia ou cefaleia, que é a popular dor de cabeça. Daí o encéfalo (en + céfalo = dentro da cabeça) e acéfalo (a + céfalo = sem cabeça). Se você quiser acabar com a dor, tome um analgésico (an + algia = sem dor).

3o) “Rino” significa “nariz”. Rinite é inflamação na mucosa nasal. Muita gente pensa que rinite é inflamação no rim. Errou. Rinite é no nariz, e nefrite é inflamação no rim.

Confusão semelhante ocorre com estomatite. Há quem imagine que seja uma inflamação no estômago. Errou de novo. Estomatite é inflamação da membrana mucosa da boca; do estômago é gastrite.

Uma curiosidade: o rinoceronte deve ter este nome por ter um chifre no nariz.

4o) “Laringo” é a laringe (= garganta). A laringe situa-se acima da traqueia e comunica-se com a faringe. A função da laringe é intervir no mecanismo de fonação (= sons da fala, por exemplo) e impedir que alimentos entrem na traqueia. É por isso que uma laringite (= inflamação na laringe) prejudica a fala e o ato de engolir.

5o) “Logia” é “estudo”. Lembrem-se de biologia (= estudo da vida), geologia (= estudo da terra), cardiologia (= estudo do coração), etimologia (= estudo da origem das palavras)…

6o) “-ista” é um sufixo que dá a ideia de “ofício, ocupação”. É o mesmo que aparece em pianista, jornalista, dentista, artista, jurista…

Conclusão: um oftalmotorrinolaringologista é um médico especialista em olhos, ouvidos, nariz e garganta. É uma especialidade hoje quase inexistente. Afinal, é um especialista em tantas coisas que é quase um clínico geral. E, se o valor de sua consulta fosse por letra, estaríamos perdidos.

Nervo ÓTICO ou ÓPTICO?

Segundo o novíssimo dicionário Aurélio:

“ÓTICO 1 – Relativo ou pertencente a ouvido.

ÓTICO 2 – V. óptico.

ÓPTICO – Relativo à visão, ou ao olho; ocular.

(Var.: ótico 2).”

Traduzindo: o adjetivo ÓTICO deveria ser usado somente para o ouvido, mas, por ser também uma forma variante de ÓPTICO, pode ser usado para a visão, para o olho. O adjetivo ÓPTICO só pode ser usado para a visão.

Não é errado, portanto, usarmos ÓTICO para visão: “Na minha ótica (modo de ver as coisas), ele deve ser substituído”; “Comprei meus óculos na Ótica Universal”.

Mas não esqueça que o nervo ótico, a princípio, é o nervo auditivo.

De onde vem o FRANGO?

Leitor descobriu que, em Latim, a forma FRANGO é do verbo frangere, que significa “romper, quebrar, fazer em pedaços”. Quer me convencer que o nosso FRANGO (= o filho da galinha já crescido, porém antes de ser galo) deve ter recebido este nome porque os romanos devoravam os “quase galos” em pedaços.

Pior é que a história pode não ser tão absurda assim. Se consultarmos qualquer dicionário, encontraremos a palavra FRANGALHO, que significa “farrapo, trapo, coisa imprestável, caco”. Deriva-se do verbo FRANGER (= quebrar, despedaçar), que vem do verbo latino frangere.

E ainda tem mais: o dicionário Aurélio diz que o substantivo FRANGO (= pinto adulto) é uma derivação regressiva de FRANGÃO, que por sua vez tem origem controversa.

Gostaria que os especialistas no assunto me ajudassem. Aceito contribuições. Adoro ouvir versões. Fazem pensar, e isso é bom. Vamos decifrar o segredo do FRANGO.

O DESAFIO

Qual é a palavra de origem grega para:

a) quem tem “curta vida”;

b) o “músculo do coração”;

c) o objeto cuja “asa é a hélice”;

d) a “correta escrita”;

e) a “aversão a sangue”.

As respostas são:

a) micróbio;

b) miocárdio;

c) helicóptero;

d) ortografia;

e) hematofobia.

Advertisements
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s