Casal, Relacionamento

Evite os principais erros nos relacionamentos modernos – Dicas para Casais

Uma relação é sempre uma CPI: um inquirindo o outro sobre gostos, dúvidas, anseios e receios. Tudo, claro, feito no sentido de fazer dar certo o relacionamento. Mas no que as relações atuais diferem das de 10 anos atrás? Quais os principais erros dos casais modernos? Dois especialistas analisam as variáveis e ensinam os segredos para preservar a empolgação do início da relação.

Muitas pessoas ainda prezam pelo namoro e romantismo

‘Com a aceleração do tempo e a derrubada das fronteiras geográficas e psicossociais, as relações passaram a ser mais fluídas, breves, instantâneas, diversificadas e instáveis. No entanto, mesmo com tantos relacionamentos sem compromissos, muitas pessoas prezam pelo namoro e romantismo’, comenta o psicólogo Thiago de Almeida, autor de vários livros como ‘A arte da Paquera – Inspirações à realização afetiva’, ‘Sexualidade, cinema e deficiência’ e ‘Ciúme e suas consequências para os relacionamentos amorosos’.

Expectativas na relação precisam de diálogo e cooperação

Quando as pessoas se encaminham para um relacionamento, a mulher espera que o parceiro supra todas as suas carências, mas é preciso lembrar que o homem tem as mesmas expectativas dela. Na avaliação do psicólogo Thiago de Almeida, considerado o maior especialista em relacionamentos amorosos do Brasil segundo o American Biographical Institute (ABI), essas expectativas, quando não tratados com diálogos e doses de cooperação, podem trazer resultados frustrantes.

Casais mais felizes são os que sabem conviver com diferenças

Para Thiago, os casais mais felizes não são os mais inteligentes, mas aqueles que sabem conviver com as diferenças e eliminar, por meio da convivência e da conversa, os pontos negativos da relação. “Eles começam a descobrir que respeitar de verdade gostos pessoais, manias, idiossincrasias, a tal singularidade, é cada vez mais uma peça importante no mecanismo do relacionamento”, avalia o especialista em relacionamentos amorosos.

Relacionamento é uma via de mão dupla

Para o psicólogo, um relacionamento é uma via de mão dupla e nasce de uma troca consciente e madura. ‘Ninguém aguenta só dar ou só receber. Não dá para ser feliz ao lado de alguém que não retribui o amor que recebe. Chega uma hora em que a pessoa,que dá além do que consegue para tentar suprir a demanda do outro começa a cobrar um mínimo de receptividade. E essa cobrança sempre vem carregada de frustração’.

Respeitar a individualidade é uma das chaves para a relação dar certo

O psicólogo adverte que a individualidade dentro das relações afetivas é um ingrediente básico para a saúde do relacionamento. É importante aprender a arte de conciliar um compromisso a dois com a questão do respeito pela individualidade para termos relacionamentos e não simbioses que comprometam a qualidade de vida do casal constituído. ‘Manter a individualidade é uma das chaves para o que relacionamento amoroso possa dar certo’

Rotina envenena o relacionamento

Para o consultor em relacionamentos amorosos Alexander Voger, um dos erros nos casais modernos é deixarem se envenenar pela rotina. É comum, no início do relacionamento, o casal estar sempre fazendo novas atividades. Em um encontro vão ao cinema, no outro ao teatro, viajam, fazem passeios e pequenas aventuras. Dessa forma, a relação sempre traz boas doses de satisfação e aquela pessoa é fonte desses enormes prazeres. A rotina envenena e estraga os relacionamentos, pois o prazer, devido à falta de uso, enferruja.

A dica é: Busque periodicamente colocar novas atividades no seu dia a dia que quebrem a rotina. Essas novidades farão a relação ter um gostinho novo, o que amplifica a associação de prazer, intimidade e ligação no relacionamento.

Ser um grude na relação

Um dos principais erros dos relacionamentos atuais é ‘ser presente demais’. Na avaliação do consultor, nos relacionamentos algumas pessoas chegam a colar no outro e se tornam comum demais. É preciso dar para a outra pessoa o prazer da sua ausência e esse prazer chama-se saudade. Se o outro não sentir sua falta, ela não saberá qual a sua real importância. Estar sempre presente não permite que a outra pessoa sinta sua falta.

A dica é: Precisamos sentir falta de algo para saber o quanto é importante para nós. Você só percebe a falta que algo faz quando isso está ausente. Se você tem o que quer o tempo todo, não dá muita atenção e não se interessa muito por aquilo. Mude isso, dê espaço para que ele ou ela sinta o quanto você é importante e o quanto é chato quando não está por perto.

Deixar de lado a reconquista

Durante o namoro, você sempre se esforça para conquistar, mas quase invariavelmente ocorre uma enorme mudança de postura após o relacionamento ser estabelecido. Hoje devido à correria e às pressões do dia a dia, a reconquista fica em segundo plano. Às vezes até falta tempo para se dedicar ao relacionamento. É preciso entender que o jogo nunca está ganho e que o relacionamento só dará certo se houver empenho de ambos.

A dica é: Faça sua parte e aja como se precisasse reconquistar a pessoa a cada dia. Cultive o romantismo, as aventuras e o clima de sedução, afinal, foi essa mistura que fez vocês se aproximarem e se apaixonarem. Essa química pode ser mantida, mas depende de constante dedicação ao relacionamento.

Fazer acusações que geram prejuízos na relação

Quando você desconfia demais e faz acusações do tipo ‘Você não gosta mais de mim como antes’, ‘Você não me ama mais’ ou ‘Você tem outra pessoa’, tudo isso gera um enorme prejuízo ao relacionamento. ‘Pesquisas científicas comprovam que ciúmes exagerados incentivam a traição. Se você age constantemente de uma forma acusatória, você acaba rotulando a pessoa com a acusação que faz”, adverte Alexander.

A dica é: Faça o oposto. Por exemplo, ao invés de dizer ‘Você não me ama mais’, prefira dizer ‘Nossa, notei que seu amor por mim aumenta a cada dia’. Ou troque a frase ‘Você tem outra pessoa’ pela ‘É tão bom saber que você é fiel e honesto comigo, isso é tão raro hoje em dia’. Isso fará ele se sentir motivado ao agir de acordo com o rótulo e elogio que você deu.

Outro erro é não explorar a sexualidade

Um dos grandes males dos relacionamentos modernos é a rotina sexual. E isso não é culpa sua, pois mesmo homem ou mulher, mesma cama, mesmas posições, então, tudo igual, correto? Errado! No início do namoro não havia rituais, qualquer lugar era lugar, mas passa o tempo e a rotina sexual se estabelece como um ritual.

A dica é: Mude os lugares onde fazem sexo, mude as posições e tudo mais que você puder. Quando estiverem em um local público, sussurre maliciosamente no ouvido dele que gostaria que vocês fizessem sexo ali mesmo. Esses pequenos truques estimulam a imaginação e o casal terá uma vida sexual mais interessante.

Fonte: MSN Estilo
Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s